16/09/2015
Assertividade Sexual

Atualmente é grande o número de casais que procuram terapia tendo como foco queixas sexuais. A busca por desempenho, que acaba por acarretar ansiedade, tem sido a principal etiologia dos transtornos sexuais. Parcerias íntimas saudáveis ocorrem a partir do momento em que o casal foca sua atenção no prazer e não apenas na “performance” sexual, isto quer dizer, ereção e ou orgasmo. Tratar a queixa sexual do casal apenas descondicionando a ansiedade, sem modificar expectativas irreais, corrigir atribuições de culpa ou identificar esquemas de reforçamento, por exemplo, é estar fadado ao insucesso na Terapia Sexual. A Terapia Cognitiva Sexual utiliza técnicas de assertividade como instrumento de tratamento destas queixas e adequa das mesmas para Terapia Sexual. Uma comunicação eficiente visando à reformulação de mitos e crenças sexuais distorcidas pode reverter a maioria dos quadros de queixa sexual do casal. Deparar-se com suas fantasias e desejos ainda assusta, principalmente quando o outro também não esta preparado para falar e ou ouvir. Ao aumentar a assertividade, a tendência do casal é expressar melhor os sentimentos, opiniões e construir relacionamentos mais sinceros. O programa de tratamento implica em ensinar ao casal a agir afirmativamente com o (a) parceiro (a) em situações comuns do cotidiano, tais como: tomar conta dos filhos; empregar o dinheiro; afazeres domésticos e etc. e após aprenderem a agir assertivamente nestas áreas é sugerido falar sobre comportamentos, desejos e problemas sexuais, bem como a interação entre sexo e assertividade, sempre tendo como pano de fundo as atribuições dos papeis sexuais do homem e da mulher para cada casal. É comum que pessoas que tenham passado a vida inteira agindo passivamente na esfera sexual ao serem treinadas para uma postura mais assertiva venham a ter conflitos com o (a) parceiro (a), sendo muitas vezes chamadas de egoístas ou arrogantes. Em função disso é ideal que a assertividade sexual, seja trabalhada com o casal, pois o poder se equilibra, as conversas se tornam mais sinceras e o casal passa a realmente conhecer o outro melhorando assim a qualidade do relacionamento, por isto, é importante ter em mente que toda Terapia Sexual é também uma Terapia de Casal.

Por Antonio Carvalho



COMPARTILHE:
 
 
 
 
 
Nome:
 
E-mail: